ANÁLISE DO DESEMPENHO ENERGÉTICO E ECONÔMICO DAS UNIDADES DE PRODUÇÃO DE ETANOL DE PRIMEIRA GERAÇÃO DOS ESTADOS DO NORTE E NORDESTE NO CONTEXTO DA POLÍTICA NACIONAL DE BIOCOMBUSTÍVEIS (RENOVABIO)

Autores

  • Milton Santos Campelo da Silva IDP

Resumo

A análise da Política Nacional de Biocombustíveis (Renovabio), inovador instrumento de contribuição para a transição energética para uma economia de baixo carbono, está fundamentada em pesquisa exploratória, com aplicação de método indutivo e estatístico, em boa medida intuitiva, que permitiu alcançar o seu principal objetivo que foi o de examinar o desempenho energético e econômico de 55 unidades produtoras (UPs) de etanol de primeira geração (E1GC), dos Estados do Norte e Nordeste, comparando-os a base de unidades produtoras de etanol autorizadas a operar, no período de janeiro de 2020 a fevereiro de 2022, testando a hipótese inicial de que há razoável diferenciação entre as UPs nos níveis de elegibilidade, intensidade de carbono, nota de eficiência energética e fator CBIO, gerando, resultados econômicos diversos, que pode decorrer de variáveis ambientais e econômicas e a parâmetros de seleção de beneficiários e comercialização dos ativos. Restou também evidenciado que as UPs do centro-sul possuem maior eficiência energética e econômica em quantidade e qualidade de ativos de descarbonização, em comparação com a amostra pesquisada. Em conclusão, quanto maior a eficiência energética maior a eficiência econômica na oferta de ativos CBIOS.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

Santos Campelo da Silva, M. . (2023). ANÁLISE DO DESEMPENHO ENERGÉTICO E ECONÔMICO DAS UNIDADES DE PRODUÇÃO DE ETANOL DE PRIMEIRA GERAÇÃO DOS ESTADOS DO NORTE E NORDESTE NO CONTEXTO DA POLÍTICA NACIONAL DE BIOCOMBUSTÍVEIS (RENOVABIO). Revista Debates Em Economia Aplicada – REDEA, 3(5). Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redea/article/view/7642

Edição

Seção

Artigos