A INEFICIÊNCIA ARRECADATÓRIA DO IPTU NOS MUNICÍPIOS PAULISTAS

Autores

  • Jefferson Valentin IDP

Resumo

Este trabalho analisa a capacidade de arrecadação do IPTU dos Municípios Paulistas. Foi utilizada a metodologia de Análise Envoltória de Dados - DEA para se construir uma fronteira de eficiência não paramétrica, formada pelos Municípios que apresentam a melhor relação entre o output (arrecadação de IPTU) e três categorias de variáveis utilizadas como inputs: demográficas, de renda e orçamentárias. Verifica-se que a ineficiência arrecadatória se apresenta maior nos Municípios menores. Também foram analisadas as eficiências de escala dos Municípios, o que permitiu identificar que mais de 97% dos Municípios, além de ineficiência técnica, operam com ineficiência de escala. O índice de ineficiência técnica encontrado e, consequentemente, o impacto orçamentário que ela provoca foi apresentado também com correção de viés e na forma de intervalo de confiança, com a utilização de bootstrap.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

Valentin, J. . (2023). A INEFICIÊNCIA ARRECADATÓRIA DO IPTU NOS MUNICÍPIOS PAULISTAS. Revista Debates Em Economia Aplicada – REDEA, 3(5). Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redea/article/view/7647

Edição

Seção

Artigos