PERSISTÊNCIA CULTURAL E COMPORTAMENTO DOS DEPUTADOS FEDERAIS NO BRASIL

Autores

  • Pedro Augusto Ferreira França IDP

Resumo

Este trabalho estima os efeitos da ancestralidade cultural no comportamento político dos membros da câmara baixa do legislativo federal que estiveram em exercício entre fevereiro de 2011 e janeiro de 2023. O objetivo é avaliar se a imigração em massa ocorrida no Brasil no final do século XIX e início do século XX teve impacto nesse aspecto político hoje, devido à transmissão intergeracional de valores culturais e de capital humano. Exploramos na análise 20 variáveis, estritamente quantitativas, obtidas mediante um levantamento aprofundado de dados primários do site da Câmara Federal e do Tribunal Superior Eleitoral, para os 2.020 parlamentares em exercício nesse período e as agrupamos em 10 indicadores individuais, que aqui chamaremos de direcionadores de comportamento. Em seguida utilizamos o último sobrenome de cada parlamentar, extraído dos dados abertos da Câmara dos Deputados Federal, para categorizá-los em grupos ancestrais, com base no algoritmo de classificação. Os resultados das regressões sugerem que, embora exista evidência de influência da ancestralidade cultural em determinados comportamentos, com resultados estatisticamente significativos, a exemplo da ancestralidade japonesa, que contribui positivamente para o comportamento “Propositor” e da germânica, que contribui negativamente para o comportamento “Propositor realizador”, não podemos concluir de maneira categórica que a persistência cultural seja um fator relevante nas ações dos Deputados Federais, que sofrem uma grande influência de um amplo espectro de variáveis políticas. Ou seja, rejeitamos a hipótese de que o comportamento parlamentar é influenciado pela ancestralidade cultural.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

Ferreira França, P. A. (2023). PERSISTÊNCIA CULTURAL E COMPORTAMENTO DOS DEPUTADOS FEDERAIS NO BRASIL. Revista Debates Em Economia Aplicada – REDEA, 3(5). Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redea/article/view/7659

Edição

Seção

Artigos