A EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS LICITAÇÕES E O ATUAL PROCESSO DE COMPRAS PÚBLICAS EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA NO BRASIL

Ana Paula Gross Alves

Resumo


O objetivo do presente artigo foi apresentar as principais características das leis que regularam os processos licitatórios no Brasil, no período compreendido entre o Brasil Império e os dias atuais. Juntamente, são apresentadas análises da eficiência dos mecanismos atuais no âmbito das contratações emergenciais. Este trabalho também teve como objetivo identificar posicionamentos distintos entre a Lei no 8.666/1993 e as normas promulgadas no ano de 2020, Lei nº 13.979/2020 e Lei nº 14.035/2020, criadas especificamente para o enfrentamento emergencial à pandemia do novo Coronavírus, causador da doença Covid-19, a fim de reconhecer a real necessidade da promulgação das mesmas. A sanção de uma nova lei tratando de contratações emergenciais era necessária? A Lei nº 8.666/1993 não era completa o suficiente para atender a demanda originada pela pandemia? Essas são as questões que este estudo intentou responder, avaliando se as novas leis trouxeram benefícios efetivos para a legislação brasileira no que diz respeito ao atendimento das necessidades da Administração Pública brasileira no momento da pandemia. Para a realização deste trabalho foi feita uma pesquisa bibliográfica com abordagem exploratória, para desenvolver um estudo descritivo histórico brasileiro no âmbito das licitações e compras públicas, dando ênfase ao estado de pandemia e calamidade pública. Foram analisados dados disponíveis em sítios virtuais, legislações, artigos e livros, acerca das compras emergenciais no período de pandemia causada pelo Coronavírus, a fim de realizar um levantamento de instrumentos aptos a desburocratizar o processo licitatório brasileiro, em especial o emergencial, sem colocar em risco os aspectos referentes à integridade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Alex Cavalcante. A profissionalização do serviço público na vigência da Constituição Federal de 1988. BDA – Boletim de Direito Administrativo. São Paulo: NDJ, ano 33, n. 6, p. 530-546, junho de 2017.

AMORIM, Victor Aguiar Jardim de. Licitações e Contratos Administrativos: Teoria e Jurisprudência. Brasília: Senado Federal, 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União, 05 de outubro de 1988.

______. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. Diário Oficial da União, 22 de junho de 1993.

______. Lei nº 10.520, de 17 de julho de 2002. Diário Oficial da União, 18 de julho de 2002.

______. Lei nº 12.349, de 15 de dezembro de 2010. Diário Oficial da União, 16 de dezembro de 2010.

______. Lei nº 13.979/2020, de 6 de fevereiro de 2020. Diário Oficial da União, 7 de fevereiro de 2020.

______. Medida Provisória nº 926/2020, de 20 de março de 2020. Diário Oficial da União, 21 de março de 2020.

______. Senado Federal. Primeira norma de licitações foi editada no Império. 10 de julho de 2014. Agência Senado. Disponível em:< https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2014/07/10/primeira-norma-de-licitacoes-foi-editada-no-imperio>. Acesso em 10 de novembro de 2020.

______. Tribunal de Contas da União. Manual de compras diretas. Brasília, 201?. Disponível em:< https://portal.tcu.gov.br/licitacoes-e-contratos-do-tcu/licitacoes/manuais-e-orientacoes/>. Acesso em 14 de novembro de 2020.

CAMARÃO, Tatiana; FORTINI, Cristiana. Impacto da COVID-19 nas Contratações Públicas: As lições aprendidas com a pandemia de COVID-19. In: Perguntas e Respostas. Fórum de Debates Online. Belo Horizonte: Editora Fórum, p 37-46, 2020.

FERNANDES, Jorge Ulisses Jacoby. Prefácio. In. AMORIM, Victor Aguiar Jardim de. Licitações e Contratos Administrativos: Teoria e Jurisprudência. Brasília: Senado Federal, 2017.

FORTES Jr., Cléo Oliveira. Breve história das licitações no Brasil, 21 de fevereiro de 2017. Disponível em :< http://www.fortesjr.com.br/breve-historia-das-licitacoes-no-brasil/>. Acesso em 10 de maio de 2018.

GHEBREYESUS, Tedros Adhanom. OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizada como pandemia. 11 de março de 2020. Disponível em:< https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6120:oms-afirma-que-covid-19-e-agora-caracterizada-como-pandemia&Itemid=812 >. Acesso em: 20 de outubro de 2020.

JUSTEN FILHO, Marçal ... (et al.). Covid-19 e o direito brasileiro. Curitiba: Justen, Pereira, Oliveira & Talamini, 2020.

KRAWCZYK, Rodrigo. Discussões sobre licitações aumentam em ano eleitoral, 17 de julho de 2012. Disponível em:< https://www.conjur.com.br/2012-jul-17/rodrigo-krawczyk-discussoes-licitacoes-aumentam-ano-eleitoral> Acesso em 17 de maio de 2018.

MALACHIAS, Eduardo. Licitações pelo mundo, 22 de julho de 2011. Disponível em: . Acesso em 02 de junho de 2018.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de direito administrativo. São Paulo: Malheiros, 2009.

PINHO, Guilherme Rosa. Um breve percurso sobre a evolução histórica da administração pública brasileira, novembro de 2014. Disponível em:< https://jus.com.br/artigos/34343/um-breve-percurso-sobre-a-evolucao-historica-da-administracao-publica-brasileira>. Acesso em 31 de maio de 2018.

ROMERO, Luiz Carlos P.; DELDUQUE, Maria Célia. O Congresso Nacional e as emergências de saúde pública. Saúde Soc. São Paulo, v.26, n.1, p.240-255, 2017.

SIMÕES, Luiz Felipe Bezerra Almeida; FRANCA, Erivan Pereira de. Contratações Públicas em tempos de pandemia: visão contextualizada da Lei 13.979/2020 e análise dos prováveis impactos da pandemia da COVID-19 nos contratos administrativos em execução. Disponível em:. Acesso em: 18 de setembro de 2020.

WAHRLICH, Beatriz M. de Sousa. Reforma administrativa federal brasileira: passado e presente. In: Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro, p. 27-75, abr./jun. 1974.

WERNECK, Guilherme Loureiro; CARVALHO, Marilia Sá. A pandemia de COVID-19 no Brasil: crônica de uma crise sanitária anunciada. Cafajeste. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 5, e00068820, 2020. Disponível em: . Acesso em 02 de setembro de 2020. Epub em 08 de maio de 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Associada e indexada à