ANÁLISE COMPARATIVA DO DESEMPENHO DE BRASIL E NOVA ZELÂNDIA A LUZ DOS PRINCÍPIOS DO LIBERALISMO ECONÔMICO

Davi Dos Santos Silva Almeida

Resumo


Com o objetivo de fazer uma análise comparativa entre as medidas adotadas e o desempenho por Brasil e Nova Zelândia, o presente trabalho fez um levantamento histórico econômico de ambos os países apontando as principais medidas adotadas diante de crises. Verificou-se que as medidas de liberdade econômica adotadas pela Nova Zelândia obtiveram melhores resultados a longo prazo e maior estabilidade econômica do que as medidas intervencionistas adotadas pelo Brasil diante de situações semelhantes. O mesmo ocorreu em outros países que adotaram o liberalismo econômico como o Chile e a Estônia. Com isso podemos concluir que a liberdade econômica é o caminho para o crescimento sustentável de um país.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA FILHO, Fernando de Holanda. A crise econômica de 2014/2017. Estud. av., São Paulo, v. 31, n. 89, p. 51-60, Apr. 2017.

FURTADO, Celso. Formação econômica do Brasil. Editora nacional, 2005.

HAYEK, Friedrich August von. Desemprego e política monetária. Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2011.

IORIO, Ubiratan J. Economia e liberdade: a escola austríaca e a economia brasileira. Rio de Janeiro: Forense Universitária, p. 182, 1997.

MCTIGUE, Maurice. Rolling Back Government: Lessons from New Zealand. Imprimis, April, 2004. Como a Estônia - sim, a Estônia - se tornou um dos mais ricos países do Leste Europeu – artigo disponível em: https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2892

OLIVEIRA, Ivan Tiago Machado. Livre Comércio versus Protecionismo: uma análise das principais teorias do comércio internacional. Revista Urutágua, v. 11, p. 1-18, 2007.

ROTHBARD, Murray N. Governo e Mercado, a economia da intervenção estatal. Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2012.

ROTHBARD, Murray N. A grande depressão americana Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2012.

SIQUEIRA, Marcelo Piancastelli de et al. Reforma do Estado, responsabilidade fiscal e metas de inflação: lições da experiência da Nova Zelândia. IPEA, 2006.

SPERANDIO, Luan, Como e por que o Chile se tornou o primeiro país desenvolvido da América Latina, Gazeta do Povo, Curitiba 28 de março de 2019, Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/ideias/como-e-por-que-o-chile-se-tornou-o-primeiro-pais-desenvolvido-da-america-latina/

THE RESERVER BANK. The reserve bank and New Zealand’s economic history. Wellington, 2007.

VELOSO, Fernando A. et al. (Ed.). Desenvolvimento Econômico: uma perspectiva brasileira. Elsevier, 2013.

VON MISES, Ludwig. As seis lições. Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2009.

VON MISES, Ludwig. Intervencionismo, uma Análise Econômica. Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Associada e indexada à