A BIOMETRIA DIGITAL COMO GERADOR DE VALOR PÚBLICO NO BRASIL

João Francisco De Medeiros, Leonardo Ferreira De Oliveira

Resumo


Inovações tecnológicas são cada vez mais visadas quando melhoria nos processos e serviços públicos é o objetivo. Nos últimos anos o Brasil implementou diversas melhorias tecnológicas em seus processos, dentre elas a Identificação Biométrica Digital. Essa identificação visa ser mais segura e eficiente em diferentes serviços governamentais onde se faça necessária a identificação do cidadão. A forma mais notável do uso da Biometria Digital nos últimos anos é no processo de votação, onde o eleitor utiliza um dispositivo eletrônico para ser identificado e assim pode votar normalmente, sendo isso uma tentativa de tornar o processo mais eficiente e simples, além de mais seguro. Por trás de um processo aparentemente simples há um grande esforço para a implementação de uma inovação tecnológica capaz de gerar valor público, tornando o processo melhor e mais seguro para todos os envolvidos. Mas quais são os pontos onde realmente podemos notar que essa inovação foi realmente algo valioso para o país? Quais foram os esforços empenhados para introduzir tal tecnologia? Seria essa tecnologia uma porta de entrada para novos avanços nos processos da Administração? Essas questões serão trabalhadas ao longo deste artigo por meio da teoria do valor público, suas formas de criação e pela análise de resultados de um questionário distribuído para uma amostra da população evidenciando onde a tecnologia é geradora de valor público.

Texto completo:

PDF

Referências


ABEL, L. F. Trust in ICT for the public sector: e-voting in brazil’s 2014 election. N. 50, p. 20, 2018.

AVGEROU, C. Explaining Trust in IT-Mediated Elections: A Case Study of E-Voting in Brazil. Journal of the Association for Information Systems, v. 14, n. 8, 28 ago. 2013.

BENINGTON, J.; MOORE, M. H. Public Value: Theory and Practice. [s.l.] Macmillan International Higher Education, 2010.

Biometria atual UF. Disponível em: . Acesso em: 06.nov. 2020.

BONINA, C. M.; CORDELLA, A. The new public management, e-government and the notion of ‘public value’: lessons from Mexico. The new public management, p. 22, 2008.

BRASIL. Lei nº 12.034 de 29 de setembro de 2009. Altera as Leis nos 9.096, de 19 de setembro de 1995 - Lei dos Partidos Políticos, 9.504, de 30 de setembro de 1997, que estabelece normas para as eleições, e 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L12034.htm. Acesso em: 22.set.2020

CORDELLA, A.; PALETTI, A. ICTs and value creation in public sector: Manufacturing logic vs service logic. Information Polity, v. 23, n. 2, p. 125–141, 29 jun. 2018.

CRESSWELL, A. M.; BURKE, G. B.; PARDO, T. A. Advancing Return on Investment Analysis for Government IT. p. 50, set. 2006.

EAVES, D. Government, Digital Services & IT Procurement Reformeaves.ca, 30 nov. 2016. Disponível em: . Acesso em: 11.nov.2020

EISENHARDT, K. M.; MARTIN, J. A. Dynamic capabilities: what are they? p. 17, 2000.

FREEMAN, R. E.; REED, D. L. Stockholders and Stakeholders: A New Perspective on Corporate Governance. California Management Review, v. 25, n. 3, p. 88–106, abr. 1983.

GÜNTHER, W. A. et al. Debating big data: A literature review on realizing value from big data. The Journal of Strategic Information Systems, v. 26, n. 3, p. 191–209, set. 2017.

HARRISON, T. M. et al. Open government and e-government: Democratic challenges from a public value perspective. Information Polity, v. 17, n. 2, p. 83–97, 9 jul. 2012.

JØRGENSEN, T. B.; BOZEMAN, B. Public Values: An Inventory. Administration & Society, v. 39, n. 3, p. 354–381, maio 2007.--

KANASHIRO, M. M. Biometria no Brasil e o Registro de Identidade Civil: novos rumos para identificação. p. 126, [s.d.].

KLIEVINK, B.; BHAROSA, N.; TAN, Y.-H. The collaborative realization of public values and business goals: Governance and infrastructure of public–private information platforms. Government Information Quarterly, v. 33, n. 1, p. 67–79, 1 jan. 2016.

MOORE, M. H. Creating Public Value: Strategic Management in Government. [s.l.] Harvard University Press, 1995.

NEILSON, A. et al. Systematic Review of the Literature on Big Data in the Transportation Domain: Concepts and Applications. Big Data Research, v. 17, p. 35–44, set. 2019.

PABLO, A. L. et al. Identifying, Enabling and Managing Dynamic Capabilities in the Public Sector. Journal of Management Studies, v. 44, n. 5, p. 687–708, jul. 2007.

PANAGIOTOPOULOS, P.; KLIEVINK, B.; CORDELLA, A. Public value creation in digital government. Government Information Quarterly, v. 36, n. 4, 1 out. 2019.

RUSSO, G. A.; AZZI, R. G.; FAVERI, C. Confiança nas instituições políticas: diferenças e interdependência nas opiniões de jovens e população brasileira. Opinião Pública, v. 24, n. 2, p. 365–404, ago. 2018.

SCOTT, M.; DELONE, W.; GOLDEN, W. Measuring eGovernment success: a public value approach. European Journal of Information Systems, v. 25, n. 3, p. 187–208, maio 2016.

TEECE, D. J.; PISANO, G.; SHUEN, A. Dynamic capabilities and strategic management. p. 25, [s.d.].

TWIZEYIMANA, J. D.; ANDERSSON, A. The public value of E-Government – A literature review. Government Information Quarterly, v. 36, n. 2, p. 167–178, 1 abr. 2019.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Associada e indexada à