A Ampliação do efetivo de mulheres no exército brasileiro por meio do serviço militar voluntário: Uma análise a partir da opinião dos integrantes da força terrestre

Autores

  • Eclair Gil Tinoco Junior
  • Grace Ladeira Garbaccio

Resumo

Este trabalho objetivou analisar as opiniões dos militares do Exército Brasileiro (EB) acerca da ampliação da presença da mulher na instituição por meio do serviço militar voluntário. Pretendeu-se demonstrar a visão dos integrantes do EB acerca da presença e da ampliação do efetivo de mulheres, do emprego dessas em missões de combate e em operações de paz e, ainda, formular propostas de melhoria, baseadas nas opiniões coletadas. Para tanto, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, para descrever as dificuldades enfrentadas pelas mulheres no mercado de trabalho e no serviço público, para posteriormente, apresentar o histórico, as conquistas e os obstáculos enfrentados pelas mesmas nas Forças Armadas. Os resultados demonstraram que há um pensamento de aceitação do trabalho da mulher e de sua presença nos espaços militares. A ampliação do efetivo de mulheres também foi uma opção considerada pela maioria dos militares. Por outro lado, há os que entendem que determinadas atividades militares poderiam requerer um esforço físico demasiado das mulheres, com sérias consequências para sua saúde. Ao final, foi possível compreender os fatores que dificultam e limitam a ampliação da presença das mulheres no EB e oferecer subsídios para outros estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-06-01

Como Citar

Gil Tinoco Junior, E., & Ladeira Garbaccio, G. (2022). A Ampliação do efetivo de mulheres no exército brasileiro por meio do serviço militar voluntário: Uma análise a partir da opinião dos integrantes da força terrestre. Revista Debates Em Administração Pública – REDAP, 3(2). Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redap/article/view/6468

Edição

Seção

Artigos