AVALIAÇÃO DO IMPACTO DO ENSINO EM TEMPO INTEGRAL

UMA ANÁLISE DO PROGRAMA NOVO MAIS EDUCAÇÃO

Autores

  • Renato Costa Coitinho

Resumo

O debate acerca dos determinantes de uma educação de qualidade vem de longa data. Dentro deste tema, são bastante explorados os retornos acadêmicos associados à educação em tempo integral. No Brasil, vigorou entre 2017 e 2019 o Programa Novo Mais Educação (PNME), que objetivava aprimorar o desempenho escolar no Ensino Fundamental em Língua Portuguesa e Matemática através da ampliação da jornada escolar. De forma inédita, o presente estudo apresenta uma avaliação do impacto do PNME nas notas dos alunos nestas duas disciplinas em 1.265 escolas brasileiras, para os cinco anos iniciais do Ensino Fundamental, e 1.705 escolas, para os quatro anos finais. Utilizaram-se os métodos de propensity score matching, Mahalanobis matching e genetic matching, pareando as escolas contempladas pelo Programa com instituições semelhantes do grupo de controle. Os pareamentos por distância de Mahalanobis e por genetic matching apresentaram um balanceamento melhor em suas covariadas. A diferença no desempenho acadêmico para ambas as disciplinas entre as escolas participantes do PNME foi inconclusiva para os anos iniciais do Ensino Fundamental, variando de acordo com o pareamento utilizado. Para os anos finais, porém, observaram-se ganhos significativos em todos os três modelos, variando entre 0,13 e 0,20 desvios-padrão nas notas de Língua Portuguesa e entre 0,17 e 0,22 desvios-padrão nas notas de Matemática.

Downloads

Publicado

2022-04-14

Como Citar

Costa Coitinho, R. (2022). AVALIAÇÃO DO IMPACTO DO ENSINO EM TEMPO INTEGRAL: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA NOVO MAIS EDUCAÇÃO. Revista Debates Em Economia Aplicada, 1(4). Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/redea/article/view/6391

Edição

Seção

Artigos