Quais são o papel e as estratégias dos gestores das unidades socioambientais na implementação da Política de Sustentabilidade no âmbito do Poder Judiciário Federal?

Autores

  • Thawyo Wanderley Brandão Rosenthal
  • Suely Mara Vaz Guimarães de Araújo

Palavras-chave:

Burocratas de médio escalão, Política de Sustentabilidade, Tribunais superiores.

Resumo

Este artigo busca contribuir com os estudos sobre o papel e as estratégias dos burocratas de médio escalão (BMEs) das unidades de sustentabilidade dos tribunais superiores, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), responsáveis pela implementação da política de sustentabilidade nos respectivos órgãos. Realizou-se um estudo de caso por meio de pesquisa documental e entrevistas com os gestores daquelas unidades. Em termos empíricos, demonstra-se o desenvolvimento da política de sustentabilidade dentro dos tribunais superiores, o perfil social e profissional dos BMEs, o processo de implementação da sustentabilidade e o atual estágio de maturidade da política de sustentabilidade dentro daqueles órgãos. Os resultados ratificam a importância do trabalho dos BMEs, em termos de estruturação das unidades, de execução da política de sustentabilidade e da redução da assimetria informacional entre a alta administração e os demais membros da organização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-06-2023

Como Citar

Brandão Rosenthal, T. W., & Vaz Guimarães de Araújo, S. M. (2023). Quais são o papel e as estratégias dos gestores das unidades socioambientais na implementação da Política de Sustentabilidade no âmbito do Poder Judiciário Federal?. Revista Brasileira De Gestão Pública - RBGP, 2(1), 1–14. Recuperado de https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/rbgp/article/view/7533

Edição

Seção

Artigos