A INEFICIÊNCIA ECONÔMICA AMBIENTAL DO SISTEMA DE COLETA DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO DISTRITO FEDERAL

Luiz Roberto Pires Domingues

Resumo


O gerenciamento de resíduos sólidos urbanos nas cidades brasileiras ainda é encarado como um problema menor, quando confrontado com as demandas de saúde, educação e segurança pública, mas que apresentam necessidade de elevado custeio e de um acompanhamento técnico diuturno para se garantir a manutenção da qualidade ambiental e sanitária exigida. Em ambiente orçamentário restritivo é comum a postergação de investimentos e de inversões de dispêndios agregados na manutenção e na melhoria do sistema de coleta, tratamento e disposição final dos resíduos sólidos, mantendo estruturas organizacionais flagrantemente ineficientes e de risco ao meio ambiente e a saúde pública.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
Associada e indexada à