Sofrendo de Direitos Como Paradoxos

Wendy Brown

Resumo


Este artigo não se posiciona a favor ou contra os direitos, mas busca mapear alguns dos dilemas trazidos pelos direitos para articular e reparar a desigualdade e a subordinação das mulheres nos regimes constitucionais liberais. O artigo reage à pergunta feita pelo/a organizador/a de uma sessão da American Philosophical Association, expressa no título da sessão: “Qual é o valor da linguagem dos direitos para as mulheres?”. Em muitos sentidos, uma questão impossível, especialmente quando não está articulada a uma especificidade histórica, política ou cultural. Não obstante, tomei-a como uma oportunidade para considerar, em um nível muito geral, a difícil relação entre ambições feministas contemporâneas específicas e o discurso de direitos nos Estados Unidos. Há uma certa urgência política no estudo dessa relação, dada a transposição do foro – das ruas para o Tribunal – de diversos movimentos sociais nas últimas duas décadas. Se grande parte da luta contra a dominação masculina, as práticas homofóbicas e o racismo agora reside irremediavelmente no campo das reivindicações e contrar-reivindicações de direitos, quais são os perigos e as possibilidades dessa morada?


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Direito Público

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.
Associada e indexada à